segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Como receber o Reino de Deus

“Em verdade vos digo que quem não receber o reino de Deus como criança, de maneira nenhuma entrará nele” (Marcos 10:15).

Quanto mais os ensinamentos de Jesus Cristo, a respeito do reino de Deus, se tornam claros mais crescem as espectativas dos que crêem. O que preciso fazer para ser um cidadão deste reino? Ou então; como posso entrar no reino de Deus?

São aspectos importantes que Jesus procurou ensinar. Basta a humildade de reconhecer que sem ele nada podemos saber e logo teremos a luz do entendimento.

Vamos focar a afirmação de Jesus quando falou sobre a necessidade de receber o reino de Deus como uma criança. A primeira impressão que temos é que é preciso ser inocente como uma criança ou então sem malícia, ou sem pecado e etc. Porém sempre temos a sensação de que não estamos satisfeitos com essa conclusão até porque, como podemos nós conseguir esse estado de beatitude infantil? Se for isso estamos descartados.

Seguimos pensando e indagando: O que ele quis dizer? Deve haver um fundamento mais profundo nessa afirmação de Jesus. Voltando ao princípio de seu ministério encontramos referências a sua primeira manifestação na Galiléia. Foi quando ele começou a pregar dizendo: “Arrependei-vos, pois está próximo o reino dos céus” (Mateus 4:17).

Notemos que o pré-requisito é arrependimento! Esta palavra tem mais de um significado, mas destacamos o seguinte: Mudança de opinião, parecer ou propósito (Michaelis). Está claro que, não entra no reino quem quer continuar tendo a mesma opinião ou quem não deseja mudança de atitude ou modo de vida, ou mesmo quem acha que a vida que tem é boa e não deseja mudá-la.

Se tal pessoa não fizer um esforço grande para deixar para trás a velha natureza e buscar o reino como quem nada tem de valor, ou seja, como um pobre em espírito, não haverá possibilidade de entrar no reino de Deus. É nesse ponto que começamos a entender o ensinamento de Jesus.

Sabemos que as crianças nascem totalmente dependentes do amor e dos cuidados dos pais. Elas nada têm, seus familiares suprem todas as suas necessidades. Elas são dependentes. Portanto a dependência do Pai é uma condição essencial. Outro aspecto importante é que um recém nascido é alguém que precisará ser educado, pois não tem conhecimento de nada a respeito da vida. É preciso que aprenda como se comportar dentro da cultura onde vive.

Sua adaptação à cultura e aos costumes da sociedade será facilitada pelo fato de que ele está livre de preconceitos. Assim é com todo aquele que deseja entrar no reino de Deus. Precisará aprender as leis e atitudes exigidas de um cidadão do reino. Terá que viver como filho do Rei em meio a uma cultura antagônica e, isso não será fácil. Mas o importante é que estará protegido e coberto pelas garantias oferecidas pelo seu Soberano. Como um recém nascido ele poderá assimilar as características necessárias para representar Deus condignamente nesta terra.

Por isso é que Jesus disse a Nicodemos: É preciso nascer de novo!

2 comentários:

bel disse...

Mas que tremenda revelação foi esta mensagem.Eu estou DEGUSTANDO cada vírgula, cada ponto e cada palavra.Glorificado seja o nome do GRANDE EU SOU.
Bel-Portugal- Santarém.

Anônimo disse...

Realmente é profunda a revelação que vem do Senhor, pois isso precisamos deixar de lado toda a religiosidade para entender o que o texto diz. Continuemos nesse caminho, O REINO DOS CÉUS!!!

Postar um comentário